terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A Lua e as Plantas


Todos já ouviram falar na influência das fases da Lua sobre as plantas. Esses efeitos estão relacionados, entre outras coisas, com a luminosidade que incide sobre elas à noite.
Um exemplo do poder lunar acontece na germinação das sementes, que é mais rápida quando realizada durante a Lua cheia, pois, em oposição ao Sol, esta reflete com mais potência a luz do astro. A única desvantagem é que, nesse período, as plantas são mais suscetíveis aos fungos. Veja outras formas de determinar a influência da Lua nas plantas:
    • Ciclo Sideral, ou seja, a passagem da Lua pelas constelações, exerce grande influência no momento da semeadura. A cada mês, a Lua passa 3 dias diante de cada constelação, resultando numa ação combinada específica para cada parte da planta:
a Lua em Peixes, Câncer e Escorpião estimula as folhas. É um período propício para o plantio de folhagens como samambaias, avencas, asplênio, chifre-de-veado, renda portuguesa, antúrios, cheflera e dracena. Na horta, pode-se plantar alface, couve, espinafre e agrião.
a Lua em Áries, Leão e Sagitário beneficia o desenvolvimento dos frutos e sementes, favorecendo as flores que se propagam dessa maneira. É a época adequada para prímulas, crisântemos, cinerárias, gerânios, jasmins-rosado e camélias. Na horta, é ideal para tomate, abobrinha, pepino e morangos.
a Lua em Touro, Virgem e Capricórnio favorece o desenvolvimento das raízes, tubérculos, bulbos e caules subterrâneos. Para florir seu jardim, as espécies são lírios, jacintos e tulipas (bulbos); angélicas, gloxínias e ciclame (tubérculos); e agapanto, copo-de-leite e cana-indica (rizomas). Na horta: cebola (bulbo), batata, batata-doce e mandioquinha (tubérculos); cenoura e mandioca (raízes).
a Lua em Gêmeos, Libra e Aquário propicia o florescimento de seu jardim. É bom também para as plantas odoríferas. Plante rosas, jasmim, jasmim-de-cera, gardênia, gerânio perfumado, cacho-de-estrelas e abutilon. Na horta, plante hortelã, tomilho, manjericão, manjerona, orégano, salsa, alecrim e sálvia.
    • As constelações que favorecem as raízes são associadas ao elemento terra; as que são benéficas ao caule e às folhas, ligados à circulação da seiva, pertencem ao elemento água; as constelações que favorecem as flores são associadas ao elementoar ou à luz; e os frutos e sementes, ao fogo ou calor.
    • Ciclos Ascendente e Descendente são nomes dados às posições da Lua no período de um mês, o mesmo movimento que observamos em relação ao Sol, no período de um ano. No inverno ele parece estar muito alto; no verão, mais baixo. Isso também acontece com a lua: numa quinzena, ela dá a impressão de estar "subindo", enquanto nos outros 15 dias parece estar "descendo" no céu. O seu ponto mais alto é chamado de apogeu, e o mais baixo de perigeu.
Nem sempre esse ciclo corresponde às luas crescente e minguante, respectivamente. Essa é uma coincidência que só acontece no inverno.
Para quem planta, a importância desse ciclo está no fato de que, nos períodos de Lua ascendente, a seiva dos vegetais acumula-se mais na parte aérea, ou seja, acima do solo. Assim, esses períodos favorecem os enxertos, beneficiados pela presença maior de seiva na parte aérea.
Também as plantas aromáticas que forem colhidas nesse tempo terão perfume mais duradouro.
Na Lua descendente, a concentração de seiva é maior nas raízes, favorecendo adubações, transplantes, replantio, podas e o corte da madeira. Segundo as tradições, cortes e podas devem ser feitos na lua minguante. Porém, como o Ciclo Ascendente-Descendente tem maior influência sobre a seiva, essa crença só é válida no inverno, quando a lua minguante e descendente coincidem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.