segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Meio científico

Cientistas reconstituem o canto mais antigo do mundo

CIENTISTAS RECONSTITUEM O CANTO MAIS ANTIGO DO MUNDO

16 de fevereiro de 2012

Uma equipe internacional de pesquisadores da Escola de Ciências Biológicas de Bristol, na Inglaterra, conseguiu reproduzir o som do canto de um grilo durante o período Jurássico, como explica um artigo publicado na Proccedings of the National Academy of Sciences, dos Estados Unidos. A viagem sonora pelo tempo foi possível graças à colaboração de cientistas chineses, que cederam o fóssil de um inseto de 165 milhões de anos em um excelente estado de conservação.

O fóssil pertence à espécie Archaboilus Musicus e apresenta, sob as lentes do microscópio, os detalhes de suas asas e de seu aparelho estridulatório (a partir da estridulação, o esfregamento de partes do corpo, esses insetos produzem seus cantos). Através da análise de sua morfologia, em comparação com diferentes espécies de grilos modernos, os cientistas foram capazes de reconstruir a música que este inseto emitia para atrair as fêmeas.

Seguindo os princípios biomecânicos descobertos há alguns anos pelo pesquisador Fernando Montealegre-Z, ficou estabelecido que o A. Musicus cantou um tom de 6.4kHz durante 16 milissegundos. Essas foram informações suficientes para reconstruir acusticamente a música, possivelmente a mais antiga canção documentada até hoje.

Artigos relacionados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.