domingo, 1 de abril de 2012

Aprender com as Árvores

Olhe na sua volta, preste atenção! Elas ensinam a desvendar os mistérios da vida
Castanha-do-pará
Nem sempre as árvores acompanham nossas expectativas. Quando se trata do crescimento delas é comum a nossa impaciência de ver a muda já formada, dando sombra, flores e, quem sabe, aquela fruta saborosa, por que não? Queremos, porque queremos, que ela alcance o tamanho definitivo logo e a nossa paciência acaba bem antes do desenvolvimento final dessa árvore.
É certo de que existem algumas essências nativas que progridem com bastante rapidez, como o guapuruvú, a embaúba, o capixingui, o monjoleiro e muitas outras que enriquecem as paisagens de nossas matas e de nossos campos. No entanto, notem que são os paus-brasil, as castanheiras, as imbuias e as castanhas-do-pará as que fornecem as melhores madeiras e os frutos mais nobres. Estas últimas são longevas e respeitadas pelas outras árvores, na floresta, que se sentem protegidas e estimuladas a reproduzir suas virtudes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.