quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Além do feijão


Quem nunca plantou um grão de feijão no algodão que atire a primeira semente! Essa “técnica” é tradicional em escolas e casas para ensinar botânica às crianças. Mas você não precisa ficar só nisso para incentivar o convívio de seus filhos ou netos com a natureza. Um mundo colorido e repleto de vida pode ajudar a tirar os pequenos de dentro de casa: a jardinagem.
Preparar a terra, plantar a semente e acompanhar o crescimento das plantinhas é o roteiro perfeito. A ideia é mesmo se sujar, portanto, nada de reprimir os pequenos na hora de colocar a mão na massa - ou melhor, na terra. Quanto mais eles usarem as próprias mãos, melhor. Isso ajuda a desenvolver o interesse pela natureza. O primeiro passo é preparar o “terreno”, cavando um espaço e colocando adubo como folhas secas murchas, e cascas de frutas. Entre uma camada e outra, coloque mais terra e regue para manter a mistura úmida. As minhocas são uma atração a parte. Sinônimo de terra saudável, podem prender a atenção e rendem mais algumas horas de diversão.
Depois é só colocar a sementinha e tapar o buraco. Para não deixá-los na expectativa por muito tempo até perderem o interesse na brincadeira, o ideal é utilizar sementes de plantas que se desenvolvem rapidamente, assim é possível observar a evolução de perto. Melancia, alpiste e grão de feijão são recomendados. Mas também tem uma opção mais radical para abocanhar a atenção das crianças: plantas carnívoras. Nesse caso, o mais interessante é comprar a muda que já vem com a planta adulta, dessa forma fica fácil observar a chegada dos insetos e o ataque da planta. A dionea é a espécie tradicional de planta carnívora, com uma boca cheia de dentes que ataca bichinhos que se aproximam. Fique tranquilo, o paladar da dioneia não é afeito a pequenos dedinhos. Outra alternativa é a nepenthes. Na ponta das folhas, ela possui estruturas semelhantes a jarras, onde acumulam água. Essa é a sua armadilha para pegar aranhas, insetos e até pequenos pássaros que a rondam.
Ter um jardim não é uma exigência. Se você mora em um apartamento e seus pais não têm uma casa no interior com gramado para andarem descalços com os netos, não se preocupe. Um vaso grande já cumpre a função. O importante é incentivar o manuseio das ferramentas e o uso da terra. Além de proporcionar o contato direto da criançada com a natureza, jardinar garante vários dias de entretenimento. Depois de plantar a semente, o bacana é acompanhar o seu crescimento, por isso a diversão não dura apenas um dia.
Tramontina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.