quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Fique por dentro


Após 5 anos de pesquisa, o IBF em 2011 definiu um padrão de produção de mudas florestais nativas visando a qualidade da formação florestal destinada à recuperação de áreas degradadas.

- Mudas produzidas em tubetes de 290 ml;
- Tubetes com estrias laterais, que permite o direcionamento das raízes no sentido vertical evitando-se o enovelamento;
- Utilização de substrato florestal e adubo de intel
igência (Osmocote 8 - 9 meses)
- Manejo em viveiro adequado, passando-se por período de rustificação das mudas.

Este processo assegura um pegamento de no mínimo 95% das mudas plantadas a campo e um arranque de crescimento inicial 30% superior às mudas produzidas em saquinhos.

Solano Aquino
Instituto Brasileiro de Florestas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.