sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

ASTRAPEIA: TUDO SOBRE A FLOR


Cultivar uma planta é cultivar a vida. Este é praticamente o lema de todo e qualquer amante de jardinagem. As mais diversas espécies tem o seu encanto e o cheiro característicos e algumas são até especiais para nós. Podem ser colocadas dentro ou fora de casa conforme as suas características mais marcantes e podem alegrar o ambiente apenas pela presença. Este é o caso de muitas plantas, assim como a espécie astrapeia. Neste artigo, é delas que vamos falar e você vai poder descobrir tudo o que precisa saber sobre esta maravilhosa plantinha, tanto de seu meio de cultivo como sobre a suas principais características.
Dombeya Wallichii
Dombeya Wallichii

Dombeya Wallichii

Este é o nome botanico da espécie, mas o mais apropriado é usar o título completo: Dombeya wallichii (Lindl.) K.Schum. Sin.: Astrapaea wallichii Lindl. Todo esse nome foi estudado e verificado por pesquisadores imortantes ao longo da história, que foram os reais descobridores das propriedades principais da espécie. Seus nomes populares são Dombéia, Astrapéia. No que diz respeito a sua família de origem, ela se encaixa no grupo das Angiospermae , família Malvaceae. Sua origem provem do Mediterrâneo, Madagascar. Lá , ela é bastante encontrada.
Linda Flor
Linda Flor

Uma Descrição

Como toda planta existente no mundo, a astrapeia tem uma descrição única. Vamos listas abaixo todas as suas qualidades:
  • É uma árvore de folhagem bastante perene e com um grande diâmetro. Pode atingir o que equivalente a 7,0 metros de altura desenvolvendo uma maravilhosa copa densa em forma de domo, com formato bem arredondadinho.
  • Suas folhas grandes possuem formato de coração. Posuem duas pontas e a central bastante aguda que dá uma aspecto interessante.
  • As flores desta árvore tem um perfume muito peculiar e formato de globo, por serem extremamente cheias de pétalas rosadas. As flores florescem da primavera até o verão.
  • A árvore pode ser cultivada em quaisquer lugar do mundo, inclusive em locais onde o frio impera bastante.

Como Cultivar

A árvore é vendida em pequenos sacos de cultivo. Para começar, é preciso escolher um local com bastante sol para iniciar o processo. Ela vai se desenvolver melhor com a luz do sol, já que vai realizar a fotossíntese de forma mais eficaz. Alguns especialistas em jardinagem dão algumas dicas para começar o cultivo da astrapeia:
Abrir um buraco o dobro do torrão da muda. Com a pazinha soltar um pouco a terra do fundo e das laterais, pois a pá de corte tende a compactar e as raízes sofrerão para crescer. Colocar num balde cerca de 1 a 2 kg de adubo animal de curral bem curtido ou a metade desta quantidade se o adubo for de cama de galinheiro.
Acrescentar composto orgânico o quanto necessitar e misturar bem. Adicionar ainda 100 gramas de farinha de ossos. Colocar parte da mistura no fundo do buraco e acomodar a muda. Preencher as laterais com a mesma mistura, colocar também um tutor. Amarrar o tronco da muda ao tutor com um cordão de juta ou algodão, dando a forma de um oito, para evitar estrangular a casca.
Para criar um ambiente bem tradicional para a árvore, é preciso regar todos os dias, inclusive no mesmo dia em que houve a iniciação do cultivo. Quando estiver chovendo, não precisa realizar as regas. “Se a região tem chuvas espaçadas, fazer ao redor da muda uma bacia com terra para as regas. A melhor época de plantio e no inverno e início da primavera para os Estados do Sul e na estação das chuvas para os demais” dizem os especialistas.

Os profissionais Também Falam Sobre Mais Algumas Dicas Para Plantar a Árvore de Forma Correta:

Os tratos culturais são simples, como por exemplo, manter limpo de inços ao redor da muda enquanto for jovem, depois o sombreamento impedirá que eles se desenvolvam.
A tentativa de colocar gramado até junto ao tronco deste tipo de árvore resulta na maioria das vezes em insucesso, devido ao grande diâmetro de sua copa que faz bela sombra.
Aproveitar este detalhe para fazer um lindo canteiro de espécies herbáceas de sombra, juntando beleza e harmonia ao jardim. Para quem desejar produzir a dombeia  sua propagação poderá ser feita por estacas ou alporques, feitos durante a estação de crescimento da muda na primavera.
A astrapeia tem raízes muito superficiais e não são indicadas para serem plantadas em calçadas no meio das ruas, apesar de ser uma árvore de pequeno porte. Ela possui uma copa muio larga e baixa, o que pode comprometer e muito a passagem dos pedestres e até mesmo a visualização dos carros que passam nas ruas.

Outras Características

A astrapeia tem algumas outras características muito importantes e fazem ela ser reconhecida no mundo das plantas. Os profissionais da área podem citar as características para qualquer amador:
Ela é uma árvore de rápido crescimento e baixa manutenção, que se destaca principalmente em plantios isolados, mas que pode ser parcialmente sombreada por outras árvores ou construções. As inflorescências pendentes atraem muitas abelhas e possuem perfume agradável e suave, que lembra o coco. As flores velhas permanecem nos ramos, adquirindo uma cor amarronzada e devem ser removidas para um melhor aspecto da planta.
Além disso essas flores velhas podem desprender um odor desagradável e atrair moscas. Com podas regulares de formação, é capaz de adquirir porte e formato arbustivo. Há diversos híbridos comerciais disponíveis. Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado regularmente. Sendo de clima subtropical, a folhagem da astrapeia não é muito resistente a geadas fortes. Fertilizações na primavera e verão estimulam um crescimento saudável e florações exuberantes. Multiplica-se por sementes e mais facilmente por alporquia e estaquia de ramos semi-lenhosos ou de ponteiros,
Deu para perceber que a astrapeia é uma árvore exuberante, porém excêntrica. É ideal para cultivo em jardins e parques.Link

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.