segunda-feira, 1 de abril de 2013

Para contemplar e relaxar

Ter um jardim com ares de casa morando em apartamento é um privilégio e tanto. No caso desta área externa de 170 m², no térreo de um edifício paulistano, a atmosfera aconchegante foi se desenhando com a criação de cantinhos: agrupamentos de vasos, a caixa de madeira que serve de banco e abriga a horta de temperos, uma mesa de refeições. Caminhos gostosos de ver e percorrer, agraciados com plantas saudáveis. Chegar a esse resultado dependeu em grande parte da escolha das espécies. “Muito próximos, os prédios vizinhos jogam sombra sobre o local. O sol bate intensamente em partes específicas, por duas ou três horas diárias apenas”, conta o paisagista Marcelo Bellotto, autor do projeto. A solução foi dar preferência a espécies que gostam de sol, mas não sofrem quando estão à sombra, caso das ripsális, dracenas e marantas.

plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Embaixo do pergolado, com fechamento de vidro para barrar a chuva, mas deixar entrar a luz, a caixa de madeira junto ao muro abriga a horta de temperos e se prolonga para servir de banco.


Vasos com miniguaimbês (1), buchinho (2) e jasmim-manga (3) trazem frescor à área de refeições e marcam a passagem que conduz à horta e ao jardim de leitura.

A área externa é equipada com piscina, emoldurada na reforma em um deque de madeira (Madezonia). No muro verde, pendem guaimbês (1) e ripsális (2) e, atrás das chaises, há um canteiro de espadas-de-são-jorge (3)

Revestida de pedra hijau (Ásia Pedras), a fonte com espelho d’água dá charme a este canto do jardim de leitura. No vaso da Vasos da Terra, as marantas (4) se abrigam sob as ripsális (5) do muro. Pedriscos cobrem o piso.


Gostam de sol
Marco Antonio
06-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Gostam de sol - Para dar flores durante boa parte do ano, o manto-de-rei (Thumbergia erecta) pede de três a seis horas diárias de sol.
Marco Antonio
07-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Gostam de sol - A primavera traz as flores azuis do agapanto (Agapanthus africanus). Pede de três a seis horas de sol.
Marco Antonio
08-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Gostam de sol - Quanto mais luz, mais flores despontam no sapatinho-de-judia (Thunbergia mysorensis). Mínimo de três horas de sol.
Marco Antonio
09-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Gostam de sol - Tempero popular, a salsinha (Petroselinum sativum) precisa de terra bem umedecida. Pede de três a seis horas diárias de sol.
Marco Antonio
10-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Gostam de sol - A disposição das folhas inspirou o nome da dracena-de-leque (Pleomele thalioides). Pede de três a seis horas de sol por dia.
Marco Antonio
11-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Gostam de sol - Muito aromático, o manjericão (Ocimum basilicum) pode atrair a visita de abelhas. Mínimo de três horas diárias de sol.



Preferem meia-sombra
Marco Antonio
12-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Preferem meia-sombra - De folhagem vistosa, a maranta-pena-de-pavão (Calathea veitchiana) precisa de terra bem úmida. Pede uma hora de sol.
Marco Antonio
13-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Preferem meia-sombra - Espécie de pouca manutenção, a medinila (Medinilla magnifica), ou uva-rosa, pede uma hora diária de sol.
Marco Antonio
14-plantas-que-nao-precisam-de-muito-sol
Preferem meia-sombra - Resistente ao clima e adaptável à sombra, a espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata) pede três horas diárias de sol.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.