domingo, 3 de novembro de 2013

Phoenix dactylifera

Tamareira
Com um tronco único ou raramente formando touceira, de quase 50 cm de diâmetro e coroa foliar frondosa, esta palmeira é composta por folias pinadas. É uma espécie dioica, isto é possui exemplares masculinos e femininos. Prefere solos soltos, bem permeáveis e embora originária de regiões de baixa umidade ambiente e poucas chuvas, se beneficia com regas regulares e adubações orgânicas e de liberação controlada. A melhor época para transplantar exemplares adultos é no verão.
Seus frutos deliciosos alimentaram os povos do Oriente Médio desde 6.000 anos a. C. e, atualmente, são cultivados em Iraque, Arábia Saudita, Marrocos, Israel, Turquia, Índia, Paquistão e também na Califórnia, Arizona e sul da Flórida. Cada pé, depois de uma espera de pelo menos cinco anos, pode produzir de 80 a 120 kg de tâmaras, dependendo da variedade e considerando que existem centenas delas.
No paisagismo está sendo popularizada, nos últimos anos, com sucesso devido a rusticidade da espécie.
  • Sinônimos estrangeiros: date palm (em inglês); datilera, palma común, fénix, támara, datilero, (em espanhol); tamar (em árabe).
  • Família: Arecaceae. 
  • Porte: de 25 a 30 m de altura, excecionalmente 40 m.
  • Fenologia: atemporal.
  • Cor da flor: amarelada.
  • Cor da folhagem: verde-cinzento.
  • Origem: Norte da África e Oeste da Ásia. 
  • Clima: tropical / subtropical (tolera temperaturas de até -5º).
  • Luminosidade: sol pleno. Link

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário,é muito importante pra nós.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.